epilepsia caruaru

O que é epilepsia?

A epilepsia é um distúrbio do sistema nervoso central em que a atividade cerebral se torna anormal, causando convulsões ou períodos de comportamento incomum, sensações e, às vezes, perda de consciência. Pode ser desenvolvida em homens e mulheres de todas as idades.

Sintomas

Os sintomas de convulsão podem variar amplamente. Algumas pessoas com epilepsia simplesmente ficam sem visão por alguns segundos durante uma convulsão, enquanto outras torcem repetidamente os braços ou pernas. No entanto, ter um único ataque não significa que você tem epilepsia.

Como se manifesta

Como a epilepsia é causada por atividade anormal no cérebro, as convulsões podem afetar qualquer processo coordenado por seu cérebro. Os sinais e sintomas de convulsão podem incluir: Confusão temporária, movimentos bruscos incontroláveis dos braços e pernas, perda de consciência ou percepção, sintomas psíquicos como medo e ansiedade. Ainda assim, tais sintomas variam dependendo do tipo de convulsão. Na maioria dos casos, uma pessoa com epilepsia tende a ter o mesmo tipo de convulsão todas as vezes, de modo que os sintomas sejam semelhantes de episódio a episódio. Os neurologistas classificam as crises como focais ou generalizadas, com base em como a atividade cerebral anormal começa.

Classificação

1- FOCAIS

As focais são divididas em:

– Ataques focais sem perda de consciência: Crises que, como o nome sugere, não causam perda de consciência. Eles podem alterar emoções ou mudar a aparência, o cheiro, a sensação, o sabor ou o som das coisas. Eles também podem resultar em espasmos involuntários de uma parte do corpo, e sintomas sensoriais espontâneos, como formigamento, tontura e luzes piscando.

– Crises focais que comprometem a consciência: Crises que envolvem uma mudança ou perda de consciência ou percepção. Durante essa crise parcial complexa, você pode olhar para o espaço e não responder normalmente ao ambiente ou realizar movimentos repetitivos, como esfregar as mãos, mastigar, engolir ou andar em círculos.

Os sintomas das crises focais podem ser confundidos com outros distúrbios neurológicos, como enxaqueca, narcolepsia ou doença mental. Um exame e testes completos com um neurologista são necessários para distinguir a epilepsia de outros distúrbios.

2- GENERALIZADAS

Já as crises generalizadas, são subdivididas em:

– Crises de ausência: Costumam ocorrer em crianças e são caracterizadas por movimentos corporais sutis, como piscar de olhos ou estalar os lábios. Essas convulsões podem ocorrer em grupos e causar uma breve perda de consciência.

– Convulsões tônicas: Causam o enrijecimento dos músculos. Essas convulsões geralmente afetam os músculos das costas, braços e pernas e podem fazer com que você perca o equilíbrio.

– Convulsões atônicas: Causam uma perda de controle muscular, que pode causar um colapso repentino ou queda.

– Convulsões clônicas: Estão associadas a movimentos musculares espasmódicos repetidos ou rítmicos. Essas convulsões geralmente afetam o pescoço, o rosto e os braços.

– Convulsões mioclônicas: Geralmente aparecem como espasmos ou contrações repentinas e breves dos braços e pernas.

– Convulsões tônico-clônicas: O tipo mais dramático de convulsão epiléptica e podem causar uma perda abrupta de consciência, enrijecimento e tremores do corpo e, às vezes, perda do controle da bexiga, morder a língua etc.

tratamento de epilepsia - neurocirurgiaTratamento

O tratamento com medicamentos ou às vezes com cirurgia pode controlar as convulsões na maioria das pessoas. Em alguns casos o tratamento vitalício é necessário para controlar as convulsões, mas para outras, as convulsões desaparecem com o tempo, como por exemplo crianças com epilepsia que superam a doença anos depois.